Dia da Toalha: 5 lições do Guia do Mochileiro das Galáxias

Hoje é o Dia da Toalha. Essa data começou a ser comemorada em 2001 como forma de homenagear Douglas Adams, o lendário autor do Guia do Mochileiro das Galáxias. Desde então, milhares de fãs entram na brincadeira e saem de casa com toalhas.

Relembre 5 lições do Guia para melhorar o seu dia. Confira!

TECNICAMENTE, NADA É IMPOSSÍVEL

Talvez muito improvável, mas não impossível! De acordo com o guia, nada é impossível. É preciso pensar positivo e dar a cara a tapa. E lembre-se que se você não tentar, nunca irá saber o resultado.

NÓS NÃO SOMOS TÃO ESPECIAIS QUANTO PENSAMOS

Nós, humanos, achamos que somos muito especiais. Podemos dizer que não, mas no fundo é isso que sentimos. Porém se olharmos para o Guia, lembraremos que apenas os golfinhos e os ratos conseguiram escapar da Terra antes dela ser destruída. Os golfinhos tentaram nos avisar, mas não ouvimos. Nós devemos ter a consciência que não somos nada em um universo tão gigante e nem devemos nos levar muito a sério. Há uma grande diferença entre confiança e arrogância.

PERGUNTAS SÃO MAIS IMPORTANTES QUE RESPOSTAS

Apesar de toda a ênfase que colocamos em encontrar soluções e respostas nos dias de hoje, as melhores coisas são quase sempre o resultado de uma grande pergunta. Além disso, é muito melhor ser alguém cheio de dúvidas sobre o mundo, do que alguém que acha que tem todas as respostas.

DUAS CABEÇAS PENSANTES NÃO SÃO NECESSARIAMENTE MELHOR QUE UMA

Zaphod Beeblebrox, Presidente da Galáxia, tem duas cabeças, mas nenhuma delas o impediu de participar de muitas atividades estúpidas, entre elas roubar uma nave espacial de Improbabilidade Infinita. Você pode ter ideias sozinho e duas cabeças não são, necessariamente, melhor que uma.

NÃO ENTRE EM PANICO

Se nós pensarmos em quantas vezes entramos em pânico com as coisas, é uma lição muito importante e válida. Até mesmo as lições de vida mais óbvias valem sem repetidas. A vida é agitada e difícil, o trajeto vai ser complicado e vamos ter problemas no trabalho e na vida pessoal. Achar um equilíbrio é fundamental e algumas coisas, como a meditação, são ótimas maneiras de se acalmar. Então é isso: não entre em pânico… mas também não fique ocioso. 

Qual outra lição incrível você tirou do livro neste dia da toalha? Comente!